Geral

Jornalista espanhol desanca Copa no Brasil: “fraudada como uma ópera bufa”

torcedores-espanhois-no-maracana-fazem-cara-de-poucos-amigos-durante-jogo-que-eliminou-a-selecao-da-copa-do-mundo-1403129286971_615x300
Espanhóis foram eliminados na primeira fase; jornalista europeu ficou #chateado

Julián Ruiz, jornalista espanhol do diário El Mundo, já teve dias melhores. A seleção de seu país venceu a Austrália nesta segunda-feira, mas o feito não foi suficiente para manter a Fúria na competição, visto que a equipe já havia sido derrotada por Chile e Holanda (por sonoros 5 a 1!) nas rodadas anteriores.

Mas, para Ruiz, o motivo para a fragorosa desclassificação da Espanha não é outro se não a péssima qualidade da Copa do Mundo do Brasil. É tudo culpa da corrupção da Fifa e do Brasil, dos estádios cuja construção terminou em cima da hora e do calor e umidade “insuportáveis” no Brasil. São também esses os motivos que fizeram as seleções de Inglaterra e Portugal se despedirem tão cedo da Copa.

O jornalista define o Mundial no Brasil como “o pior que já sofri em toda a minha vida”. “Um Mundial que começou com a corrupção da Fifa ao admitir a candidatura do Brasil, que se sabia putrefata, repleta de falcatruas capitalistas, que desembocaram nos protestos nas ruas brasileiras, no medo do caos nos próprios estádios, que estavam em cima da hora sem terminar. Depois, o horroroso calor e umidade na maioria das cidades-sede. Impossível jogar futebol para as melhores seleções. Espanha, Inglaterra, Portugal etc… estão fora só com duas partidas. É um exemplo grotesco.”

Pensa que acabou? Pois não acabou não, o jornalista continua: “Este calor, esta umidade, está adulterando toda a competição, com a cumplicidade de árbitros a serviço do poder mais corrupto, onde os dirigentes só recebem o dinheiro de capitalistas brasileiros ou sultões do dinheiro como os dos países árabes.(…) É o novo futebol do Terceiro Mundo, mas com dinheiro, com corrupção”.

Para finalizar, o desgostoso jornalista coloca em dúvida a lisura da competição: “É o suplício de um Mundial que está adulterado, absolutamente manchado pela corrupção da Fifa. Não me estranha que Van Gaal (treinador da Holanda) tenha denunciado um Mundial que é uma merda.”

Quem quiser ler a coluna original, em espanhol, pode clicar aqui.

Deixe uma resposta